Vem recapitular alguns dos assuntos mais importantes que foram e vão ainda ser dados nas aulas de H.G.P. Deixa comentários e sugestões e diverte-te com estas aprendizagens...
.mais sobre mim
.Assuntos do blog

. 1820

. 25 de abril

. a oposição ao estado novo

. a união europeia

. a vida nas cidades

. aprender e aplicar

. batalhas

. comunicações

. constituição de 1911

. ditadura militar

. evolução da bandeira nacional

. fichas de avaliação

. filmes

. generais

. guerra civil portuguesa

. imagens sobre a época da primeira repúbl

. império e monarquia absoluta no século x

. independência do brasil

. invasões francesas

. jogos

. liberalismo

. mapa cor-de-rosa

. o desastre da ponte das barcas

. o golpe militar do 28 de maio

. o luxo na corte de d. joão v

. o rei d. carlos

. parlamento

. portugal

. portugal durante o estado novo

. portugal no século xviii

. presidentes da 1ª república

. primeira república portuguesa

. rainhas e presidentes de portugal

. reis

. revolta do 5 de outubro de 1910

. salazar e o estado novo

. séc. xix

. século xix

. século xix - a vida no campo

. sites de história para consultares

. transportes

. webquest`s

. todas as tags

.pesquisar
 
.posts recentes

. Fichas de Avaliação

. Reis, Rainhas e President...

. JOGOS

.últ. comentários
Gosto de fazer exercicios de história e geografia ...
que bom faser exercicios de ciencias neste blog
olhe peço desculpa mas devem ser cegos porque o qu...
.Posts mais comentados
5 comentários
4 comentários
.arquivos
Sábado, 18 de Junho de 2011
O Desastre da Ponte das Barcas

 

 

PORTUGAL NO SÉCULO XIX - O Desastre da Ponte das Barcas

A ponte das Barcas, sobre o Rio Douro, no Porto, foi construída em 1806, era constituída por vinte barcaças ligadas entre si por fortes cabos. Sobre essas barcaças estava disposta uma plataforma de pranchas que permitia a travessia.
Aqui se verificou um famoso acidente, em 29 de Março de 1809, durante a Guerra Peninsular, com a segunda invasão francesa. Nesse dia o general Soult entra no Porto, vencida a resistência local, avança sobre a cidade. A população, em pânico perante as tropas francesas, procurava refúgio atravessando o rio em direcção a Gaia.
Submetida a tal peso, a ponte rebenta. Uns caem à água, outros procuram deter-se perante o perigo. Há um movimento de recuo, o esforço dos que estão mais adiantados, contrapondo-se à multidão ávida que empurra com crua demência desesperada, provoca o desastre.
Mais de 4000 pessoas perecem nessa horrível tragédia.
Mais tarde construiu-se outra ponte mais robusta, constituída por 33 barcas, onde assentava um estrado de madeira protegida nos parapeitos por grades. Durante as cheias mais ou menos regulares do rio Douro, esta ponte era desarmada, evitando-se assim que a corrente a desmantelasse. O trânsito ficava, então, interrompido enquanto o rio não regressasse ao caudal normalizado.
Apenas em 17 de Janeiro de 1843 é inaugurada a ponte Pênsil, a primeira ponte de tabuleiro elevado (cerca de 10 m sob nível das águas) com um comprimento de 170,14 m.
Ontem, por ocasião dos duzentos anos da tragédia, o Presidente da República inaugurou um monumento evocativo desta, da autoria do arquitecto Souto Moura.
publicado por ana às 20:44
link do post | comentar | favorito
partilhar
.Vídeos de História

 

.Atlas

 Mapa-Múndi

.História Divertida

 

 
 
 
 
 
 
 

 

 

.e-mapps

 

Mapa Interactivo da Europa

aceder aos vários países da Europa
e a um conjunto variado de jogos
sobre os países da Europa.
 
 

 

Pesquisar

 

 

.Galeria de imagens

 

Galeria de Imagens para Trabalhos de História
 
 
.subscrever feeds